sábado, 21 de outubro de 2017

Como anda a nerdlife - riqueza, trabalho e relacionamentos

Olá amigos,



Bom o blog está praticamente morto há meses, uso apenas para fazer o report mensal dos lucros e prejús. O objetivo desse post é falar um pouco de como andam as coisas por aqui.

Esse ano está sendo um dos mais intensos da minha vida, não apenas financeiramente mas também em carreira, família e relacionamentos, de um ano pra cá foi como se passasse um furacão em tudo e as coisas ficaram bem diferentes depois.
O começo do ano foi psicologicamente péssimo, eu me afundei em um quadro depressivo muito preocupante que até hoje luto para que não volte mais. Acabei terminando o namoro que estava ruim e para me distrair comecei a frequentar baladas de todos os tipos.

Curtir a vida de solteiro foi algo que eu basicamente nunca fiz intensamente e eu peguei esse período para tirar o atraso. Fui em baladas bizarras na Augusta (muita gente estranha e quantidade absurda de jovens gays, bis e sei lá qual dos 341 gêneros que nascem a cada dia), sertanejas, de universidade, churrascos... fiquei com várias mulheres diferentes, mas nenhuma eu quis desenrolar para algo sério. Foram aventuras legais, mas vazias. Talvez por eu não ter vivenciado isso na idade correta, hoje percebo que não tenho muita paciência para frequentar esses lugares por muito tempo. O funk é maioria nesses lugares com suas letras degradantes e batidas infernais (jamais criticadas por nenhuma feminista que frequenta esse tipo de lugar). O que eu gosto mais é de ir em bares de rock ou afins que as pessoas são mais maduras e a música é realmente boa. Aprendi melhor a me virar sozinho e curtir minha própria companhia, mas o que eu ainda prefiro é ficar em casa de boas assistindo um filminho, série ou videogame.

Financeiramente não tenho absolutamente nada do que reclamar, meu patrimônio decolou de uma forma que eu jamais imaginaria nem em minhas melhores previsões muito graças a aposta no Bitcoin, mas o desempenho nos outros investimentos também não foi nada mal. Estou muito próximo do sonhado primeiro milhão e isso é realmente muito realizador.

Morar sozinho foi uma das melhores decisões que já tomei, minha casa ficou do jeito que eu sempre sonhava, a um custo baixo mas com alguns luxos como sofá e cama tops. Eu não tenho vontade de sair daqui pra nada, é muito bom mesmo ter o próprio canto e ter a liberdade de fazer o que quiser com ele.

Meu calcanhar de aquiles continua sendo os relacionamentos. Estou enrolado com uma garota novamente, mas não consigo nunca sentir empolgação o suficiente para fazer planos de longo prazo e também não me interessa em nada a idéia de casar. Passei muito tempo da minha vida buscando ser auto-suficiente e agora vejo que tenho enormes dificuldades de tocar uma relação a dois. Não que eu seja um namorado ruim, mas eu simplesmente não consigo me atrair o suficiente para querer ter uma vida de casal. Namoros para mim enjoam rapidamente, são chatos, simples assim. É uma situação complicada pois eu tento muito mudar esse tipo de pensamento e comportamento mas não consigo. Se a minha atual parceira desistir do nada eu simplesmente não vou me importar muito, e esse comportamento se repete desde sempre.

Falando mais sobre dinheiro, é curioso como a riqueza ocorre de maneira acelerada depois de muito tempo investindo com poucos resultados. Nós aportadores precisamos dedicar um tempo e esforço gigantescos no começo de nossas vidas para formar um patrimônio sólido, muitas vezes sendo rotulados de mão de vaca, muquiranas e malucos por todos aqueles que trocam de carro a cada ano e não se interessam em construir riqueza, mas depois de uma certa quantia o fator juro composto liga o "turbo" e o seu montante parece adquirir vida própria. Em contraste, vejo muitos amigos que seguiram basicamente os mesmos passos de carreira que eu e agora estão completamente endividados e já numa situação de gastos recorrentes que tornará muito difícil sair da "corrida dos ratos". Em geral é o comportamento idiota da classe média citado pelo colega Corey aqui nesse excelente post. As pessoas tem dinheiro mas não sabem usá-lo e depois culpam Deus e o mundo pelos problemas em que se enfiaram.

Meu emprego anda muito bom e mês que vem irei viajar a trabalho para fora do país pela primeira vez, o que será uma experiência muito interessante e que vai me ajudar a ver melhor como é o mundo fora do Brasil e também quais as possibilidades de eu cair fora daqui. Com o crescimento do patrimônio no ritmo que está fica cada vez menos interessante continuar vivendo aqui nesse terceiro mundo infestado de corrupção, crime, burrice... eu nem posto mais nada sobre política aqui pois simplesmente já não há esperança para que as coisas melhorem tão cedo. Ano que vem a eleição será mais um circo dos horrores onde teremos que optar entre 300 candidatos de esquerda e talvez um Bolsonaro que é mais um personagem caricato do que realmente um potencial candidato de direita que pode resolver problemas.

Bom, acho que era isso. Tenho vários tópicos em mente para postar aqui, mas não vou prometer datas rsrs...

Abraços!


domingo, 1 de outubro de 2017

Fechamento do mês - set/17

Olá amigos aportadores,


Esse mês foi mais um que eu não tive aporte por ainda ter gastos com móveis e decoração do meu novo lar, mas tudo ainda dentro do esperado.
Por causa dos gastos extras e da queda dos bitcoins (que recuperou bem agora no final do mês), meu patrimônio acabou encolhendo no resultado final. Porém a queda foi compensada por um excelente desempenho dos fundos imobiliários que valorizaram muito bem durante o mês.
A estratégia com os bitcoins continua firme e é basicamente onde eu concentro todos os meus esforços de renda variável hoje. O resto vai no piloto automático.

Prejú do mês: -2,39%


Fazia tempo que eu não montava o gráfico acima para enxergar melhor a distribuição do meu patrimônio. Como vocês podem ver o Bitcoin que começou como algo simples já tomou conta de tudo e meu risco está bem alto com ele. Entretanto desde que eu comecei a aportar meu lucro com bitcoins está na faixa de 137%. Ou seja, estou muuuuito no positivo.

O problema com o bitcoin é o seguinte: boa parte desse patrimônio entrou como dinheiro não-declarado pois eu presto alguns serviços e recebo bitcoins como pagamento de salário. Se eu vender meus bitcoins para investir em outra coisa, como eu declararia esse rendimento? Qual seria o imposto a ser cobrado? Eu nunca fui atrás disso pra saber direito, mas acho que boa parte da graça em operar bitcoins é justamente ficar longe do sistema financeiro tradicional e dos excelentes serviços da Receita Federal que não consegue impedir corruptos de movimentarem milhões mas conseguem apreender queijo sem nota fiscal.

Faço também elogios a plataforma da Biva, que pra quem não conhece, permite a nós emprestar dinheiro para empresas e receber mensalmente as parcelas do montante inicial acrescidas de juros MUITO BONS nessa época de SELIC magra. Estou muito satisfeito com a qualidade e até agora não tive nenhum problema com eles. Recomendo a todos!

Bom, na vida pessoal está tudo muito bem! Morar sozinho é sensacional! Não tenho absolutamente nada pra reclamar. Só arrumar a casa está sendo mais chato, mas vou pagar uma empregada pra fazer um faxinão pelo menos a cada 15 dias.

Abraços!

domingo, 10 de setembro de 2017

Fechamento do mês - ago/17

Sejam bem-vindos ao post de comemoração do melhor mês financeiro da história da minha vida!
Graças a eles... os queridos, amados e idolatrados BITCOINS!



O bitcoin teve uma explosiva valorização no mês e basicamente dobrou de preço, catapultando meu patrimônio para as alturas! Uma linda recompensa pra quem sempre acreditou no potencial disruptivo da moeda digital!

Aporte: R$ 0
Rentabilidade do mês: 14,14%

Esse ano estou já com uma rentabilidade acumulada de 47,57%!

Novo lar

Sim aluguei um apê muito bacana e estou em processo de mudança! Por isso esse post veio tão atrasado. Basicamente eu estou numa correria dos infernos nas últimas 2 semanas.
Comprar os móveis e eletrodomésticos, bem como todos os utensílios domésticos está sendo uma das coisas mais divertidas que eu já fiz na minha vida.
Depois pretendo fazer um post mais detalhado. A melhor parte é que eu gastei muito montando tudo do jeito que eu sempre quis e não fez nem cócegas no resultado final do mês.
Cuidar da casa dá trabalho porém é uma atividade bastante prazerosa, além de você se distrair você acaba aprendendo muitas coisas do dia-a-dia e até desenvolvendo novas habilidades. Até cozinhar é divertido.

Em termos gerais os últimos meses tem sido muito bons. Estou me aventurando muito, conhecendo pessoas novas, lugares novas e realizando antigos sonhos. Fazia tempo que não me sentia bem desse jeito.

Abraços!

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Fechamento do mês - Jul/17

Olá aportadores!


Acabaram-se as férias escolares que aliviavam um pouco o trânsito do dia-a-dia e agora entra Agosto, o mês mais demorado do ano.
Julho foi um mês extremamente doido em muitos aspectos na vida pessoal, muitas aventuras, lugares bizarros, baladas de diversos tipos, álcool e situações engraçadas. Tudo com prudência afinal aos 30 anos a gente tem que pensar um pouco mais antes de fazer merda.
No mundo financeiro, não consegui aportar para ajudar aqui com a reforma de casa que já se encerrou e agora o caminho está livre para eu poder procurar meu próprio apê.
O patrimônio oscilou e ficou boa parte do mês no campo negativo graças aos amados Bitcoins que já se recuperaram e fizeram o patrimônio saltar pro positivo no final. Eu amo essa moeda mais do que tudo.
No resto dos investimentos tudo está muito sem graça com a queda da Selic já que a renda fixa não paga mais bosta nenhuma e na minha avaliação não dá pra arriscar investir a longo prazo pois eu tenho certeza que ano que vem com a eleição e com os péssimos candidatos que estão disponíveis vai dar merda tudo de novo. Por isso estou extremamente defensivo, usando apenas os Bitcoins como alternativa de renda variável. O restante eu vou alocando em CDBs sem graça com liquidez imediata ou de prazo curto e também os FIIs que basicamente servem como minha futura aposentadoria. Quando eu não sei aonde jogar o dinheiro, eu distribuo nos FIIs e segue a vida.

Rentabilidade do mês: +2,23%

Esse mês eu pretendo começar pra valer a procurar apartamentos próximos do meu trabalho. Acho que isso irá render alguns posts. Estou também achando muito material interessante nos blogs dos colegas.



Abraços!

domingo, 16 de julho de 2017

O que está acontecendo com o Bitcoin?

Bom dia visitantes,


Quem está acompanhando a cotação dos bitcoins nos últimos dias deve ter percebido que a moeda está em queda livre e talvez deva ter ouvido falar sobre siglas estranhas como BIP 148, SegWit, hard fork... Para entender o que está acontecendo é importante ter um certo conhecimento técnico sobre o funcionamento da rede, como o consenso é obtido, quais são os problemas atuais e as propostas para resolvê-los.

Para facilitar a vida de todos indico aqui alguns vídeos e materiais sobre o assunto. Acho importante estudar esse fato pois talvez o que está acontecendo no momento seja uma excelente janela de oportunidade para se posicionar no Bitcoin a longo prazo, contanto que os cuidados necessários sejam realizados!

Basicamente o que vem acontecendo é um conjunto de tentativas diversas de alterar o funcionamento da rede para que alguns dos principais problemas atuais da rede (lentidão, poucas transações por minuto) possam ser resolvidos. O problema é que para isso acontecer é necessário um certo consenso entre todos os membros da rede e caso esse consenso não seja atingido alguns dos membros podem tentar forçar essa mudança "na marra", podendo ocasionar uma divisão na rede (o chamado hard fork), bifurcando o bitcoin em duas moedas diferentes.

Assistam o vídeo abaixo e vejam o link em seguida (em inglês) para entenderem com mais detalhes a situação e se prepararem para o dia 1º de agosto:



A Bitcoin Beginner’s Guide to Surviving the BIP 148 UASF https://bitcoinmagazine.com/articles/bitcoin-beginners-guide-surviving-bip-148-uasf/


Abraços!

domingo, 2 de julho de 2017

Fechamento do mês - Jul/17

Olá aportadores,

O post será rápido pois estou sem muitos recursos técnicos no momento (celular apenas).

O mês foi muito parado em termos de finanças, não consegui aportar devido a uma reforma que estou fazendo na minha casa (que em breve irei embora) e o fechamento do mês foi basicamente no zero a zero.

Aporte: R$ 0
Rentabilidade: -0,04%

Em termos de vida pessoal, minha vida deu uma guinada forte depois do término de namoro. Fui pras baladas, peguei umas doidas, bebi, me diverti, enfim, me senti vivo como há muito não me sentia. Junho foi um mês sensacional nesse quesito. Percebi como é bom ficar solteiro de novo.

Em breve novos posts!

Abraços

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Indo morar sozinho - Introdução

Olá aportadores!



Conforme meus posts anteriores, minha vida mudou de cabeça pra baixo recentemente após terminar um namoro de quase três anos. Como meu capital acumulado cresceu bastante e eu já me sinto mais do que pronto para sair de casa, resolvi colocar meu plano em prática! Por isso irei fazer uma série de posts específicos sobre como farei a transição de morar com os pais para morar sozinho.

A vontade de ir morar sozinho por um tempo já vem de alguns anos e acho que chegou a hora de eu passar por essa experiência. Acredito que será muito legal para meu aprendizado e evolução pessoal. Esse mês já está sendo muito valoroso em termos de novas experiências e aventuras, e morar sozinho será o ápice para que eu finalmente me sinta livre e independente como eu sempre quis. Daí pra frente eu não sei o que será. Esse ano estava sendo péssimo pra mim até então, mas espero que a maré tenha finalmente mudado.



Objetivos!

O objetivo do meu Apê 1.0 é alugar um local confortável, com espaço suficiente para viver sem aperto e receber visitas, próximo ao meu emprego (para economizar com transporte) e de custo mensal mínimo. Quero usar o carro o mínimo possível.
Não procuro um condomínio com nenhuma mordomia, apenas segurança, nada de áreas de lazer ou luxo.
Gostaria de achar um apê com pelo menos os móveis da cozinha inclusos, mas quanto mais, melhor.
Não pretendo gastar muito com faxineira por isso deve ser um local fácil de manter e limpar.
Gosto de bairros tranquilos, longe das grandes avenidas, mas não tão distantes de supermercados, padarias, farmácias e etc (que possa ser possível ir a pé).
Não pretendo ter animais de estimação no começo, mas não me incomodo muito com o barulho alheio.
Farei questão de ter uma sala bastante confortável, com uma excelente TV e som para filmes e jogos, além de um sofá daqueles reclináveis e tal. É aqui onde eu quero focar em gastar bem pra ser feliz. Ah, e fora a cama também.
Alguns móveis que tenho no meu quarto estão ótimos e pretendo levá-los para a nova casa. O gasto com móveis eu quero que seja bem reduzido, em etapas, para que eu possa ir incrementando a casa conforme encontrar pechinchas.
Como não sei cozinhar muito bem (estou em processo de aprendizado rs) não vou inventar de comprar muitas tranqueiras de cozinha. Vou ter que ir comprando os utensílios conforme eu aprender novas habilidades.
A decoração será minimalista, com coisinhas nerds aqui e ali, mas sem frescuras. Tem que ser personalizado, mas também sem exageros desnecessários.
Não faço questão de TV a cabo pois quase não uso, apenas internet com Netflix e filmes que irei baixar.

Como está o andamento?

Estou em fase de planejamento agora, montando planilhas e principalmente olhando os bairros que me interessam.
Um dos problemas que tenho hoje é que trabalho em uma região cara, sem muitas opções de imóveis no nível que eu gostaria de proximidade, mas talvez seja possível encontrar uma opção mais barata a uma certa distância de até uns 2-3km.
O plano é começar a procurar pra valer até o final de julho. Enquanto isso, vou monitorando promoções e até vendo de já comprar o que for possível. Estou aprendendo a cozinhar e me virar, dividindo algumas tarefas aqui de casa pra entender tudo.

Estou aberto a todas as dicas e sugestões dos colegas que já passaram ou possuem qualquer conhecimento que possa ser útil nessa fase! Estou indo com a cara e coragem pra ver no que vai dar...

Abraços!